[Adaptações] A Hospedeira - Filme

Título Original: "The Host"
Ano de Lançamento: 2013
Gênero: Ação / Aventura / Romance
Diretor: Andrew Niccol
Roteiro: Andrew Niccol
Elenco: Saoirse Ronan, Max Irons, Jake Abel.

(fonte: IMDb)




    Como a história do filme já foi contada na resenha do livro que o originou, este post irá pular direto para a minha opinião sobre o mesmo. 


    Li o livro antes de ver o filme, e como era de se esperar, na minha cabeça as coisas eram diferentes do que rolou na telona. Começando pela escolha do elenco: Melanie foi imaginada adolescente, o.k. Mas Jared e Ian, na minha cabeça, eram mais adultos e maduros sabe?! Não lembro direito agora se durante o livro Stephanye Mayer cita a idade dos personagens ou algo assim, mas eu tinha pra mim que eles eram mais velhos, e no filme eles estão jovens, para não dizer adolescentes, demais. (E totalmente lindos, nossa mãe! hahaha) Deviam ter deixado o Jake (ator que faz o Ian) com uma barba curtinha no estilo mal feita, fica gato e com menos cara de novinho. kkkkk



    No começo do filme tive a sensação de "respira aí, as coisas estão acontecendo rápido demais!", mas também, um livro de 560 páginas para ser adaptado em um filme não poderia ser diferente. E não, não vou reclamar por isso, já que na resenha deixei bem claro que achei o começo do livro entediante (hehe).
(Tá vai, o filme inteiro passa muito rápido, mas ei, 560 páginas! o.o)
    Também não havia imaginado a estória com um toque tão futurista, foi estranho ver desse jeito, mas até que fez sentido com o contexto da estória. E além do quesito tecnologias futurísticas e tal, tem também o contexto geral do filme. Músicas, cenários, o jeito que as pessoas falam... Tudo me lembrou muito Mr. Nobody (aquele filme com o Jared Leto, sabe?), o tipo de filme que a pessoa tem que gostar desse tipo de filme para gostar dele. Entendeu? 

Por sorte, eu gosto desse tipo de filme.


    Senti falta de alguns personagens muito queridos no livro que não tiveram vez no filme, mais uma vez pelo tamanho do mesmo, imagino. Mas acredito que o roteirista e diretor, Andrew, tentou mesmo ser fiel ao livro, pois não notei diferenças grandes demais a ponto de mudar a estória. Confesso até que estava com medo de assistir a esse filme, quando vi o poster, os personagens principais tão diferentes do que havia imaginado, achei que ele iria estragar o livro, mas só que não. Agora estou profundamente arrependida por não ter visto no cinema. (u.y) (só pra explicar a carinha > u.y < é o Cry-Baby. fã do Johnny Depp? eu? imagina... hahahaha)



    No geral foi como assistir a um live action em velocidade acelerada. Não é o tipo de filme que faz você se sentir parte da estória, ele deixa bem claro que você está assistindo a ela, de fora, e tudo bem se você não estiver procurando fortíssimas emoções. Só tenho duas reclamações: minha fala preferida de todos os tempos (uma que Ian diz quase no fim do livro e não botei na resenha por ser spoiler) não foi dita no filme e não gostei da atriz que apareceu no fim da estória, ela não devia ser novinha e loira? Por que a mulher é morena e com cara de velha? (desculpa, mas eu tinha que comentar u.u").
    Claro que nenhum filme pode substituir um livro. Existem aqueles que você consegue assistir e não ler o livro e viver feliz com isso. A Hospedeira não é um desses. Em hipótese alguma deixe de ler o livro, tem muito mais estória do que aparece no filme.
     E se você já leu o livro, em hipótese alguma deixe de ver o filme! Um irá complementar o outro.
     Se você não leu o livro e nem viu o filme ainda, leia o livro primeiro! É muito melhor ler antes de saber o final rs.


Veja o trailer e entenda um pouquinho do que estou falando:



E minha nota para esse filme é:
Pode ser que você discorde, mas como disse anteriormente, eu gosto desse tipo de filme!

8 comentários

  1. Tenho sérios problemas com filmes baseados em livros (ou seja, a maioria hoje né?) Mas principalmente dos livros que eu gosto, sempre espero o melhor que eles podem dar. E nunca é tudo isso né?

    Ainda não li "A Hospedeira", nem vi o filme. Não gosto muito de como a Meyer escreve. Mas já ouvi ótimas coisas sobre ele.

    Beijos
    http://slothreaders.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Justamente esse é o problema: esperar o melhor de um filme. É muito difícil um filme conseguir chegar ao mesmo patamar que seu livro, e se a pessoa for assistir com essa expectativa vai se decepcionar mesmo se o filme for bom. Tem que assistir de mente aberta e tal.

      Se você está se baseando em Crepúsculo, esqueça, A Hospedeira é outra coisa!

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, tudo bem? *--*
    passando aqui rapidinho para te avisar que te indiqui para uma TAG lá no meu blog :D

    http://meuvicioliterario.blogspot.com.br/2013/06/tag-entrevista-coletiva.html

    aguardo suas respostas ein haha
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Tudo bem sim, e com você?
      Vou lá olhar!!

      Beijos

      Excluir
  3. Ok, legal "A Hospedeira", né? Pena que é PLAGIO! Já ouviu falar de "Estilhaça-me"? Então, é 1000 vezes melhor e bem parecido só que (*oh!*)foi escrito primeiro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora plágio, por favor, não tenha uma visão tão limitada. Livros de mesma temática são escritos o tempo todo, assim como filmes, séries, artigos etc. É normal, viva com isso ou morra de estresse.

      Excluir
  4. Não sou muito fã da Stephanny Meyer, mas eu li o livro e apesar de alguns contras o livros é bom. Já tô tentando assistir o filme a um tempão, para conferir como ficou. Espero ver em breve.
    Tô seguindo o blog, dá uma passadinha lá no meu.
    http://wonderlandmundodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sou fã da autora, mas isso não me impediu de achar alguns livros dela muito bons :). Realmente, esse livro tem contras, concordo! Mas é bom sim ♥
      Veja mesmo, é um filme ótimo (em ser filme, fidelidade ao livro a satisfação não é total).
      Obrigada por seguir, vou dar uma passada lá no seu sim ^^

      Beijo.

      Excluir