[Resenha] A Hospedeira

Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.
Quando Melanie, um dos humanos “rebeldes” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a “alma” invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.
Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana.
Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem por uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.
– Texto da orelha do livro.

Eu tinha uma ideia totalmente errada desse livro, nem queria ler. Sorte que tenho amigas insistentes que ficavam falando que ele era bom, aí eu resolvi ler logo só pra pararem de falar. E é bom. Na realidade é ótimo. Mas podia ser melhor. Ou não.

O começo é interessante, depois fica entediante demais. Demorei semanas para passar pelos primeiros 13 capítulos. É, 13 capítulos em semanas! Estava tão chato que não conseguia ler mais que poucas páginas por vez.
Mas aí, a partir do capítulo 14 a coisa começou a ficar legal de novo. Não que tenha ficado “aimeudeus não consigo parar de ler” logo no 14, mas ele foi evoluindo para isso, e a partir daí terminei o livro em dois dias. Só que a parte tediosa precisava existir para nos levar até a parte legal, é um mal necessário.


Depois que Peregrina e Melanie, unidas no mesmo corpo (como vocês podem notar pelo texto da orelha), encontram o grupo de resistência, os humanos “rebeldes”, a coisa fica muito boa. Para ser mais exata, depois de Ian a coisa fica muito boa. Hahaha
    Vocês já devem ter percebido que eu sempre vou pelo aspecto romântico e o resto das “mirabolices” criadas pelos autores ficam de lado né?! É mais forte que eu. Lógico que o resto da estória também me empolga, é muito louca, muito mesmo (Stephenie Meyer: Respeito!), só que ser atraída pela parte romântica é mais forte que eu. Posso fazer nada u.u

Quando vão comentar esse livro as pessoas costumam falar de um triângulo amoroso (Melanie-Peregrina-Jared), mas eu vejo um quadrado amoroso (Melanie-Peregrina-Jared-Ian) e a-d-o-r-o isso! (hehe)
Obvio que os personagens não se resumem a esses quatro, existem muitos outros personagens queridos, e alguns odiados também. E a estória é realmente interessante, mas sinto que não há muito o que falar além do que já diz o texto da orelha do livro. Só lendo mesmo. 

Ah, outra coisa que talvez incomode no começo da leitura: a letra é pequena. É estranho quando começamos a ler, parece que dificulta, mas depois acostuma.

Agora, como virou meu “hobbie” de resenhas mesmo, vou deixar uma cena do casal do momento pra vocês:

“Eu não vi que aconteceria como tinha visto com Jared. Ian não me era tão familiar. 
Melanie percebeu o que ele queria fazer antes de mim, apenas um segundo antes de os lábios dele tocarem os meus.
Não!
Não foi como beijar o Jared. Com o Jared não houve nenhum pensamento, só desejo. 
Nenhum controle. Uma centelha na gasolina – inevitável. Com Ian, eu sequer sei o que senti. Tudo estava misturado e confuso.
Os lábios dele eram macios e cálidos. Ele só os pressionou levemente contra os meus e depois os moveu de um lado para o outro em minha boca.
- Bom ou ruim? – sussurrou ele contra meus lábios.
Ruim! Ruim! Ruim!
- Eu... não consigo pensar. – Quando movi minha boca para falar, ele moveu a dele junto.
- Isso parece... bom.
Sua boca pressionou com mais força então. Ele prendeu meu lábio inferior entre os seus e puxou-o delicadamente.
Melanie queria bater nele – muito mais do quis bater em Jared. Ela queria empurrá-lo e depois chutá-lo no rosto. A imagem era horrível.” 
E é só isso! =D Leia o livro, vale totalmente o tempo dedicado, o Ian é lindemais *-* E o Jared também. E o Jamie é um fofo. Enfim, leia. Rs.

10 comentários

  1. Eu amei esse livro, mas ocorreu o mesmo. Os primeiros capitulos foram se arrastando, so fui ler o livro pra valer mesmo depois de tres tentativas! E me arrependi de nao ter insistido antes. Peg e Ian sao um dos casais mais lindos que já vi. Jamie e Jeb tambem se destacam, mas confesso que nao gostei o Jared!

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não gostava do Jared, mas até que no desenrolar da estória simpatizei com ele.. Mas claro, não chega nem aos pés do Ian! rs.

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi!
    Li esse livro já faz um tempinho, mas amei cada página.
    A autora conseguiu se superar. Acho que não encontrei um ponto negativo no livro. rs
    Seguindo aqui já. ^^

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Concordo que a autora se superou (por mais que goste de da saga "Crepúsculo"). Nossa, sério? Eu achei o começo tão massante hahaha Mas que bom que você gostou =D
      Muito obrigada por seguir, seja bem vinda =B

      Beijos!!

      Excluir
  3. Também tentei, mas desanimei no inicio, vou tentar de novo pra ver o que dá...
    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Tainah,

    Li este livro assim que foi publicado, estava doida pelo Crepúsculo e resolvi ler tudo que a Stephanie escrevia, eu gostei bastante do livro, e as vezes me deu muita dó da Peregrina e da Melanie!

    Beijos
    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca fiquei doida por Crepúsculo, só gostei mesmo kkkk Não tinha vontade de ler esse livro por causa do nome, formei uma ideia errada sobre ele sem nem ao menos ver do que se tratava realmente (errado, eu sei, mas o ser humano é assim mesmo xD).. Gosto mais da Peg que da Melanie, mas sim, dá dó delas.

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir
  6. já li e foi um dos melhores livros da minha vida!

    ResponderExcluir